Meu dente dói quando eu voo, é normal?

Não! Não é normal, pode ser uma barodontalgia.

Para definir a barodontalgia, deve-se conhecer de onde vem a origem da palavra, desse modo: “baro” = refere-se à pressão, “odonto” = refere-se ao dente e “algia” = dor. Sendo assim, podemos definir barodontalgia como a dor de dente causada por variação de pressão atmosférica. Desse jeito fica mais fácil de entender como a dor aparece.

O fato é que os espaços preenchidos pelo ar sofrem contração ou expansão, de acordo com a pressão externa do ambiente em que a pessoa se encontra.

Dor desse tipo é relatada no mundo todo e pode ser observada em grande número de viajantes de avião, acontecendo principalmente em procedimentos de pouso e decolagem da aeronave, quando a pressão atmosférica tem uma oscilação de grande proporção rapidamente.

Esse fenômeno também se apresenta em mergulhadores pelo mesmo motivo, uma vez que nas profundidades os gases são comprimidos.

Temos também os ouvidos reagindo na situação, causando não somente um desconforto como também dor, e essa dor, dependendo da intensidade, pode dar a uma sensação errada de que a origem é dentária ou na região da boca. Para saber a diferença, só um profissional pode ajudar.

Se você for um candidato a uma profissão que esteja nas alturas ou nas profundidades, saiba que sua saúde bucal deverá não somente estar em dia como também ser tratada com os melhores materiais e técnicas, principalmente porque bolhas podem ser formadas dentro de insumos de baixa qualidade ou em técnicas mal executadas. Nesse caso, o dente pode até chegar ao extremo de quebrar de maneira semelhante a uma explosão.

O diagnóstico é de grande importância para o sucesso do tratamento, sendo as cáries, as restaurações, os cistos e os problemas de canal (endodontia) as ocorrências  mais comuns e que depois de corrigidas normalmente promovem a extinção das dores.

Ser saudável é mais que fazer consultas periódicas: é prevenir todos os dias!