Quando ocorre uma dor intensa na área do último dente, você se pergunta: será que meu dente do siso está inflamado?

Vamos tentar explicar mais esse assunto.

Em primeiro lugar, é preciso ter certeza de que realmente é o dente do siso. Para isso, devemos contar do dente do meio para o dente do fundo e ver se ele é ou está no local do número 8. Se sim, ele é o terceiro molar ou siso.

Em segundo lugar, observe se a área está inchada, avermelhada ou esbranquiçada, para saber se o que causou sua dor é uma gengiva inflamada ou uma área que sofreu algum trauma por mastigação.

Pericoronarite e trauma

Por fim, observe se está saindo pus ou um sangue vermelho vivo.

Se sua resposta for sim para alguma dessas observações, é importante que você procure um dentista para a correta avaliação, porque pode haver uma inflamação que chega a ser grave; é o que chamamos de pericoronarite.

Essa é uma condição com que pouca gente se preocupa, mas pode ser perigoso permanecer com um foco infeccioso nessa região.

Claro que não é somente o dente do siso que inflama na hora de nascer; pode acontecer com outros dentes também.

A dor, quando acontece, pode refletir na cabeça e nos ouvidos, e o inchaço pode aumentar naquela área, sendo às vezes visível até por fora.

Pericoronarite

Em casos muito graves, pode ser necessário drenar o pus pela região de fora da boca e você ficará com uma cicatriz que será bem difícil de desaparecer. Em outros casos, a infecção pode contaminar o sangue e ir para áreas importantes do corpo. Há casos extremos em que o paciente foi a óbito.

O que fazer?

  • Evite usar remédios caseiros, porque muitos deles podem piorar a situação.
  • Bochechos com água morna, colutórios e enxaguantes podem ajudar um pouco depois do diagnóstico correto junto ao seu dentista.
  • Não fique esperando melhorar sozinho.
  • Afaste-se da automedicação.
  • Busque ajuda profissional o mais rápido possível.
Pericoronarite

Mantenha-se saudável. Afinal sua saúde é seu maior bem!